Posts filed under: ‘Parto‘




Parto em partes

Há meses só penso nele. Já passei noites em claro por não conseguir parar de imaginar os detalhes, os sons, cheiros, movimentos. Leio sobre ele, converso com todo mundo sobre ele. Aguardo sua chegada com ansiedade. Quando será? De madrugada? À noite? No meio do almoço? Vai doer ? (ah, essa resposta eu sei: vai, vai doer muito) Vou chorar? (essa resposta eu também sei).

O parto.

No início da gravidez ele era um tema secundário. Mas conforme a barriga foi crescendo, o parto ganhou espaço na minha lista de assuntos preferidos e ultimamente lidera o ranking da ansiedade.

Li e ouvi todo tipo de coisa sobre todo tipo de parto. Relatos tristes, dolorosos e assustadores. Histórias lindas, tranquilas e inspiradoras.  Algumas ajudam a decidir o que ainda não foi definido e colaboram para eu me preparar para esse momento tão especial e, ao mesmo tempo, tão desconhecido. Outras me oprimem e fazem tudo parecer mais difícil.

Sinto  medo e ao mesmo tempo estou curiosa e ansiosa. Como  tivesse sido acordada no meio da noite por um som distante. Então caminho na penumbra, sozinha,  por esse corredor silencioso. Não sei mais se despertei mesmo ou se ainda estou sonhando. No fim do corredor meu futuro me espera. Tantas pessoas já seguiram por aqui e me contaram como é. Mas nenhum final foi igual ao outro. São histórias parecidas, mas totalmente diferentes. E elas não eram como eu sou. Não há como prever o final da minha caminhada. Não caio na armadilha de fazer comparações. Somos seres únicos e cada linha da nossa história é escrita com uma tinta inimitável. As diferenças não nos tornam melhores ou piores, mas nos fazem singulares.

O medo do desconhecido acena para mim durante todo o trajeto. Isso me assusta  e me fascina. Será totalmente diferente de tudo o que já fiz na vida. Tenho medo do que terei de enfrentar. Mas não quero (e nem tenho como) voltar.

Sigo em frente. Transpiro coragem e medo. Sou frágil e valente. Volto a ser menina e me emociono como somente as crianças são capazes de fazer. Deixo a imaginação me carregar, mas mantenho meus adultos pés no chão. Somos muitas mulheres em uma só, que caminha na direção de uma nova e definitiva identidade: mãe. No final do corredor todas nós seremos fundidas nesse novo e mágico ser, dotado de poderes especiais. Passo a passo me aproximo da minha verdade. Raras vezes o medo me faz desejar ir mais devagar. Já a ansiedade me apressa e atormenta: os ponteiros não se movem. O corredor parece ainda maior. A sombra do medo disputa espaço com as luzes da fé e do amor.

Serei capaz? Qual o melhor caminho? Como será depois?

As dúvidas se dividem e multiplicam num louco balé, como células. Algumas se agarram aos meus cabelos, sobem pelas minhas pernas, se enroscam na minha garganta. Numa batalha cansativa e necessária – que me fortalece - esmago uma a uma. Mas outra surgem e o combate nunca termina. Uma luta gratificante que me transforma passo a passo.

Me aproximo aos poucos do momento em que vou parir meu filho e minha vida vai parir a mãe que meu filho gerou. Quando chegar lá, descobrirei enfim o segredo universal do amor.

16 comentários 28/09/2009

O buraco é da gestante

Por qual buraco o bebê deve sair? É uma decisão que cabe somente à mãe e ao médico da mãe. Mais ninguém tem direito de interferir nessa decisão. Essa já era minha opinião e foi reforçada ao ler dois textos esta semana, em blogs grávidos de segunda viagem, ou seja, com mais experiência que eu para saber o que faz uma gestação feliz.

Recomendo a leitura: (é só clicar no link para abrir o texto)

1) “De que buraco você saiu?” – do blog Boca nu trombone

2) “Parto normal ou cesárea?” – do blog Esperando Alice

28 comentários 24/09/2009

O parto de Béatrice

beatriceUm dos relatos mais emocionantes de parto que eu já li está no blog Journal de Béatrice, da Ana Paula, uma mãe brasileira que mora na França. Me fez chorar e pensar muito sobre o amor que temos pelos nossos filhos quando ainda estão no nosso ventre. Conheci hoje o blog. Vale a pena ler: http://journalbebe.blogspot.com/2009/07/voltei-ou-melhor-voltamos.html

6 comentários 06/08/2009

O parto de Naninha

Tô desidratada de tanto chorar ao ler o relato do parto de Naninha. Foi tão emocionante imaginá-la a caminho do hospital. Depois li de novo e me imaginei no lugar dela, minutos antes de finalmente ver o rostinho do meu bebê…para para para que já vou chorar de novo. Vai lá ler pra ver se você não chora também. Vai lá, então, enquanto eu tomo uns litros d´água pra repor o que perdi: Blog da Naninha.

Add a comment 23/06/2009

Bonita por dentro e feia por fora? Vire do avesso!

hamburguer

O pai assistiu ao parto natural do próprio filho e perdeu o tesão pela mulher. Ao explicar o que sentia, fez a gastronômica e bovina comparação: “É como visitar um matadouro e, em seguida, sair para comer um hambúrguer”.  Depois de ler esse depoimento nada animador na revista Pais e Filhos que meu marido me deu de presente, comecei a me preocupar com o assunto. Será que é uma boa idéia meu marido entrar na sala de parto para ver sair o que ele colocou lá dentro? O problema é que vai sair bem maior do que entrou! E se nunca mais ele quiser comer meu hamburguer???! E se ele virar vegetariano!?

Dei o texto para ele  ler antes de iniciar um monólogo sobre os meus medos. Fiz um verdadeiro tratado sobre gravidez, grávidas, parto, sexo. Utilizei experiências de amigas e coisas que havia lido na internet. Do parto normal, passei a falar da cesárea. Pior ainda, por que vão me abrir e você vai ver tudo por dentro, tripas, sangue…argh! Isso não é nada romântico!  Olhos nos olhos, voz macia, ele respondeu apenas:

- Mas meu amor… eu amo você pelo que você é por dentro!!

11 comentários 20/05/2009

Páginas

Categorias

Links

Meta

Agenda

abril 2014
S T Q Q S S D
« fev    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Posts by Month

Posts by Category

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 42 outros seguidores