Fila preferencial para barrigudos

13/05/2009 blogdagravida
Tags: , ,

barrigaÉ hora do rush no supermercado em dia de promoção de leite e cerveja.  A movimentação dentro da loja é repleta de perigos e ameaças inesperadas. Cotovelos, carrinhos e cestinhas vêm em direção à minha barriga. Enquanto protejo meu frágil pacotinho interno com o braço ou desvio heroicamente dos golpes, imagino que isso daria um videogame daqueles bem polêmicos, como os que ensinam a atropelar as pessoas. Pontos para o adolescente, ele consegue acertar as minhas costas.

Depois de pegar todas as coisas essenciais para a felicidade de uma grávida (danone, leite, frutas, legumes, verduras, sucos, creme contra estrias, sucrilhos e um pote de nutella) rumo para a última parte do desafio: conseguir sair do supermercado. As filas são imensas e cada consumidor tem um carrinho abarroado para chamar de seu. Vai demorar.  De longe vislumbro apenas três pessoas na fila preferencial. Não completei três meses de gestação ainda e a barriguinha parece mais desleixo de mulher sedentária do que resultado de uma noite sem camisinha.

Fico sem graça de entrar na fila preferencial. Podem pensar que estou fingindo a gravidez pra aproveitar, penso. Ah, mas venho aqui pelo menos uma vez por semana, eles vão ver a barriga crescer e vão se roer de remorsos por terem pensado mal de uma grávida, decido, em ritmo de vingança futura. Por sorte está muito calor e estou usando um vestido velhinho de malha que marca bem o abdomen. Estufo a barriga para garantir pelo menos mais um mês de gestão e empurro meu carrinho corajosamente até a fila preferencial.

É fim de dia, estou cansada, as costas e as pernas doem. É um alívio estar aqui e não na imensa fila ao lado. No começo da ‘minha’ fila,  uma senhora grisalha leva apenas  fubá,  algumas maçãs e um pacote de macarrão numa cestinha.  A compra dela vai passar rápido. Atrás dela um homem de uns 70 anos ou mais leva um carrinho quase cheio. Isso é hora de fazer compra do mês?

Atrás dele – logo à minha frente – um homem de cerca de 40 anos ou menos também tem um carrinho abarrotado: cerveja, petiscos, queijo, pão e outras guloseimas. Encaro bem o sujeito e ele me encara de volta. Então levo meus olhos vagarosamente até à plaquinha bem na frente dele, onde está muito bem explicadinho que ali é um lugar preferencial para idosos, deficientes, pessoas com crianças de colo e gestantes. Fizeram até desenhos, pra garantir que todo mundo entenda o recado. Ele acompanha meu olhar, visualiza a plaquinha, me olha de volta e não diz nada. Grrrr…isso por que eu, que SOU gestante, estava com vergonha de vir pra MINHA fila. É o cúmulo da cara de pau. Olho para a plaquinha e me vejo: lá estou eu desenhada, uma barrigudona em traços de azul. Bom, não sou eu ainda. Mas serei, em breve. Por enquanto sou apenas uma barrigudinha.

Fuzilo novamente o homem com o olhar, na esperança de que ele perceba que, além de grávida, minha compra é muito menor. Mas ele não se mexe. Vejo então o gerente da loja vindo em nossa direção. Não conheço o cara pessoalmente, mas o vejo sempre pra lá e pra cá no supermercado, dando ordens e broncas. Ahá, agora você vai ver o que é bom pra tosse, seu bebedor de cerveja e comedor de queijo. O gerente se aproxima e aperta demoradamente a mão do ladrão de lugar na fila preferencial. Marco Antônio, como vai? E aí, hein, o Ronaldo tá salvando vocês! Eles trocam algumas palavras no dialeto masculino futebolístico e o gerente vai embora, depois de dar uma olhada curiosa pra minha barriga. Marco Antônio, com o aval do manda-chuva do lugar, passa suas compras lentamente pelo caixa, paga com o cartão de crédito e vai embora tranquilamente, sem que nenhuma sirene toque.

Pergunto para a moça do caixa: de quantos meses de gravidez aquele cara que acabou de passar aqui está? Ela ri e não diz nada. Pergunto se ela não tem orientação pra avisar que a fila é preferencial. Tenho, mas tinha pouca gente na fila, não tem problema quando é assim. Seguro o pote de Nutella na mão quando ouço isso e penso em arremessar na sorridente funcionária do supermercado e depois colocar a culpa nos hormônios. Me controlo. É, meu bem, só que eu sou gestante e ele estava na minha frente, isso parece um problema pra mim, retruco. Mas ela dá de ombros! Pago minhas compras e ao chegar ao  estacionamento, vejo Marco Antônio encostado em um carro, tomando uma ecerveja  conversando com outro sujeito.

Só aí, ao visualizar Marco Antônio de perfil é que me dou conta da injustiça que cometi. Ele certamente está muito mais grávido que eu, a julgar pelo tamanho da barriga que carrega. Uma pança de pelo menos oito meses de gestação.

Anúncios

Entry Filed under: fila preferencial,Histórias de grávida

9 Comments Add your own

  • 1. Kellen  |  13/05/2009 às 9:54

    É, tem gente que não tem desconfiômetro… Ainda não tive a sua coragem de ir à fila preferencial. Mas, ainda iremos, com certeza!!!!!!!!!!!!
    Bjs e um ótimo dia!

    • 2. blogdagravida  |  13/05/2009 às 10:04

      É, eu também não tinha tido coragem ainda. Mas me arrependi muito ao ver que gente que não tem direito de estar lá, entra na fila na maior cara de pau. Então mesmo que a barriga não esteja aparecendo, entre na fila, sim. Afinal, se até homens de 40 anos entram, por que nós, gestantes do primeiro trimestre, que sofremos com enjoos e dores nas costas? beijo

  • 3. Consuelo Zurlo  |  13/05/2009 às 11:53

    Quando a barriga pouco aparecia eu também tinha essa vergonha de passar mais por gorda do que grávida. Se bem que essas filas, tem horas que tem mais demora que uma simples com gente com pouca compra ou pouca gente, o que acaba me convencendo a escolher a que irá mais rapidamente. Você tem toda razão de reclamar (o pote de nutela já seria por causa dos hormônios mesmo, rs)… a cada semana será diferente, garanto.

  • 4. Letícia Sallorenzo  |  18/05/2009 às 1:51

    Meudeus…. eu pensava que só eu me sentia assim! Eu tb tenho vontade de esganar os sem-noção da fila preferencial (que, invariavelmente, passam na fila só com cerveja!)

    • 5. blogdagravida  |  18/05/2009 às 12:11

      Letícia, baseada em outros depoimentos como o seu, concluo que esses bebedores de cerveja olham aquela plaquinha com o desenho da barrigudinha e pensam que é fila preferencial para barrigudos amantes da cevada mesmo. Tá vendo? Não é que sejam mal educados, é só um mal entendido!

  • 6. Carolina Damasco  |  20/05/2009 às 15:31

    O melhor é o final hein! Então você é quem tava errada. O barrigudo tava na fila certa ue, na fila dos barrigudos!

  • 7. tabata  |  22/05/2010 às 8:33

    outro dia estava no supermercado aqui perto de casa onde vou sempre e na fila preferencial tinha uma senhora, de mais ou menos 45 anos com sua empregada e alguem q devia ser o motorista passando gelo e bebidinhas para uma festa provavelmente, atras dela uma mocinha (nao gravida, obviamente) com um sanduiche e uma latinha, sem muito me incomodar no mico q eu pagaria por reinvindicar meus direitos cutuquei a mocinha e disse licença, ela nao gostou muito mas perante minha cara de des[rezo virou as costas e trocou de caixa, foi ai q me aproximei da perua e sem a menor cara-de-pau (ja q ela tbem nao tinha) falei alto para q todos em volta me ouvissem, “de quantos meses vc ta?” em um tom meigo, como se de fato eu achasse q ela estava gravida, a caixa riu, os empregados dela se seguraram, ela furiosa respondeu q nao estava gravida e eu sorridente e triunfante disse apenas “ah, achei q estava, vc esta na fila para gestantes” ela saiu do mercado furiosa e bufando. Reclamei com a caixa q ficou sem graça mas nao me deu nenhuma boa explicaçao e mandei email para o mercado q me ligou pedindo sugestoes de melhoria, achei legal da parte deles, mas a coisa nao melhorou por la, pelo menos fico mais a vontade de expulsar os intrusos da nossa fila. CORAGEM mames reevindiquem seus direitos!!!

  • 8. Lucelia  |  02/06/2010 às 14:30

    Cruel, acabei de sair da fila preferencial do supermercado, com uma dita sra. falando… soh pq esta gravida tem q estar nessa fila.
    E a operadora, disse… eh semana passada eu tb entrei na fila fingindo q estava gravida soh pra nao pegar a fila gigantesca.
    E eu simplesmente disse: só que eu estou gravida mesmo, querida… agora soh pq eu ainda nao tenho barriga quer dizer que eu nao estou gravida? Vou ter que carregar o resultado do exame na bolsa, pra mostrar quando vierem com essa falta de respeito escabrosa?
    Mas nao tenha vergonha nao, temos que exigir nossos direitos!
    bjs,

  • 9. CLAUDIA PURITA  |  14/10/2010 às 21:04

    ACABEI DE CHEGRA DO MERCADO, NÃO ESTAVA LOTADO, PENSEI ENTÃO, VOU PEGAR A FILA EXCLUSIVA, POIS ESTOU COM QUATRO MESES DE GESTAÇÃO E UMA DOR NA COLUNA, SE ME QUESTIONAREM, DIGO SOU GESTANTE E PRONTO. ENGANO MEU, A ATENDENTE DE CAIXA DISSE QUE EU NÃO DEVERIA ESTAR NAQUELA FILA POIS É UMA FILA PREFERENCIAL, EU RETRUQUEI, MAS ESTOU GESTANTE DE 4 MESES, E ELA DISSE MAS A LEI É A PARTIR DE 6 A 7 MESES, SAI DA FILA COM MUITA VERGONHA E PROCUREI O GERENTE, QUE DISSE, DESCONHEÇO, ACREDITO QUE É A PARTIR DO PRIMEIRO MÊS. BEM FICA AI A MINHA PERGUNTA, A LEI ME DA O DIREITO A PARTIR DE QUANTOS MESES? A LEI VALE PARA AS GRAVIDAS, LENVANDO EM CONTA QUE MINHA BARRIGA NÃO APARECE AINDA E A MINHA COLUNA, POR UM PROBLEMAS JA DIAGNOSTICADOS POR UM ORTOPEDISTA, DOE MUITO, ALGUEM PODE ME AJUDAR ?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to comments via RSS Feed

Páginas

Categorias

Agenda

maio 2009
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Most Recent Posts

 
%d blogueiros gostam disto: