No País das Grávidas

16/06/2009 blogdagravida
Tags: , , ,

gravidaviagemAo ler sobre as aventuras e desventuras de uma mãe brasileira que mora na Alemanha (que ela mesma conta em seu blog, o Saia Justa) pensei o seguinte: quando uma mulher fica grávida pela primeira vez, é como se mudasse para outro país. Tudo é novidade, desconhecido, diferente.

Passamos a depender das dicas de outras pessoas que já tenham morado lá para aprender a viver bem nesse novo lugar.  Então um dia a gente para no cruzamento da Rua Nona Semana com a Rua Décima Semana e pergunta pra alguém que esteja nas redondezas: pra onde eu vou agora? Nem sempre os ex-moradores tem muito tempo ou disposição para ajudar, pois estão ocupados com seus bebês. Outros estão loucos pra te ajudar, mas faz um loooongooo tempo que estiveram no País das Grávidas e as informações que eles dão costumam ser meio ultrapassadas. Se você confiar, pode acabar indo parar no endereço errado.

Geralmente o que acontece é que cada um fala uma coisa diferente e nós ficamos ainda mais perdidas, andando a esmo, sem direção. Mas não é justamente isso o mais divertido em uma viagem dessas? Descobrir coisas novas todos os dias? Colocar os sapatos mais confortáveis (e um número maior que o normal, pois grávidas costumam ter inchaço nos pés e pernas) e caminhar para conhecer cada cantinho da nova morada? Claro que comprar um “Guia Quatro Rodas” do País das Grávidas ou fazer uma pesquisa na internet pode ajudar. Mas cuidado com o Google. Há certas informações sobre as condições climáticas e a situação das estradas que podem apavorar uma viajante do País das Grávidas.

Mas a pior parte da viagem (além dos enjoos que a gente sente logo que entra no barco) é que as pessoas desse  novo país não falam a nossa língua. Não adianta tentar usar mímica ou código morse

Puerpério, ectópica, DPP,UCM, toxemia. Parece ou não parece que estão falando outro idioma? Aliás,parece que estão falando palavrões em outro idioma.

Ou a grávida faz rapidamente um curso de  “gravidezês” ( o idioma da gravidez) ou aprende logo uma regra essencial para sobreviver à viagem da gestação: não podemos ter vergonha de perguntar. Pergunte tudo, para todo mundo, sem medo. Não ligue se a resposta vier acompanhada de um olhar que  ridiculariza a sua ignorância. Seja ignorante mesmo: ignore o olhar e concentre-se na informação que vem com ele. Ou faz assim, ou certamente vai passar por situações constrangedoras e até dramáticas.

mapaGestante

Arranje um bom mapa do novo país

Drama é comigo! Pagar mico também. Enfrentei um desses momentos de desespero na segunda consulta com a obstetra. (Aliás, o consultório médico é como uma visita ao consulado. Pelo menos deveria ser. Lá a gestante deve se sentir em casa.) Na primeira consulta minha obstetra havia pedido que eu fizesse meu primeiro ultra-som transabdominal e endovaginal (esses daí eu já sabia o que eram, por que já tinha feito em consultas anteriores, sem estar grávida mesmo, então ninguém precisou traduzir).

No dia em que os exames foram realizados, a médica responsável falou as medidas do embrião, estimou o tempo de gravidez, disse que estava tudo em ordem e tal. Até gravou um DVD pra eu levar pra casa e entediar a galera (por que é que nem quando a gente mostra foto de viagem, casamento, batizado, todo mundo finge interesse, mas na verdade estão achando aquilo um saco!) Tudo certo. Ela enviou uma cópia para a minha obstetra, que eu só encontraria uma semana depois.

No dia da segunda consulta, passei antes e peguei o resultado impresso dos exames. No melhor estilo: compre o livro, veja o vídeo, ali estava a versão escrita da ultra-sonografia.  Estava lacradinho, mas é claaaaaaaroooooooooo que enquanto esperava minha vez de ser atendida pela obstetra, abri o envelope. Dentro havia uma folha com imagens impressas da ultra-sonografia. Eram os mesmos borrõezinhos que eu havia visto no monitor duas semanas antes. Achei tudo lindo, claro! Meu borrãozinho amado estava ali, impresso com qualidade digital.

Havia ainda outra página, com um monte de coisas escritas. Era uma descrição do que a médica havia encontrado durante o exame. “Bexiga urinária com capacidade e distensibilidade normais. Útero em AVF, localizado na linha média e medindo cerca de …blá blá blá”. Até aí tudo bem. Não sabia o que era AVF, nem outros termos descritos no exame, mas estava claro que eram coisas “normais” e esperadas. O problema foi quando eu li lá no finalzinho, a última frase, dentro do item “Impressão diagnóstica”:

“Presença de corpo lúteo no ovário direito. Imagem ovalar, hipoecóica, com coroa vascular periférica ao estudo Color Doppler, medindo 1,9 x 1,9cm”.
Gelei. Meu Deus! Tinha um corpo lúteo no meu ovário. E era imenso! Tinha quase 2cm por 2cm, praticamente do tamanho de uma foto de carteira de motorista. E era hipecóico! Eu estava condenada. Fiquei sentada ali na sala de espera com a sensação de que o chão havia sumido. As vozes das pessoas estavam embaralhadas à minha volta. Era o fim. Grávida de quase 10 semanas e com um corpo lúteo no ovário. O que seria do meu bebê? De mim?  Quando a secretária falou que era minha vez, quase não encontrei forças para caminhar até o consultório da médica e entrar. Sorridente e simpática como sempre, ela me abraçou, mandou sentar e perguntou:

– Tudo bem com vocês dois?

– Ah, não muito… – eu estava pálida

– O que houve? – a médica mostrou preocupação

– Doutora – murmurei, abrindo o exame – O que é isso que eu tenho no ovário direito?

Ela pegou o exame das minhas mãos, leu e sorriu (ela devia estar morrendo de vontade de gargalhar da minha falta de noção de tudo, né?)

– Essa anotação no exame significa que o bebê foi gerado em um óvulo do ovário direito. Ao me ouvir suspirar de alívio (na verdade eu voltei a respirar, por que tinha parado momentos antes, ao ler o exame) ela deve ter sentido vontade de acrescentar: “não é nada, sua apavorada ignorante, quem mandou querer ler algo escrito num idioma que você não domina”. Mas gentil como sempre,  deu apenas mais um sorriso e fez um comentário sobre como tudo estava indo bem com a gravidez, para eu ficar tranquila.

Pensando nisso tudo agora, me sinto mais idiota ainda. É claro que se tivesse alguma coisa errada comigo a médica teria me ligado assim que pegou o exame (afinal, aquela era a MINHA cópia, ela já tinha lido a cópia dela antes!).
Anúncios

Entry Filed under: Gestação,Histórias de grávida

17 Comments Add your own

  • 1. Dri Viaro  |  17/06/2009 às 10:47

    heheheh eita mulher afobada kkkk

    bjssss

  • 2. Thaty  |  17/06/2009 às 11:17

    O Guia 4 Rodas das Grávidas é o “O Que Esperar Quando Você Está Esperando” (http://www.submarino.com.br/produto/1/54906/o+que+esperar+quando+voce+esta+esperando). Usei muito na minha primeira gravidez, emprestei pra uma amiga que usou nas 3 dela, me devolveu e tô usando agora. Até o maridão lê.

    • 3. blogdagravida  |  17/06/2009 às 11:29

      Thaty, eu comprei esse livro! Fica ao meu lado. Consulto o tempo todo! Mas confesso que tem umas coisas lá que me assustam hehehe

  • 4. Andreia Vilhena  |  17/06/2009 às 12:49

    Amei esse texto!
    Li todos os posts desse blog agora mesmo, não consegui parar, muito bom mesmo 🙂

    • 5. blogdagravida  |  17/06/2009 às 13:46

      Gente! Uma fã internacional!! Estamos chiques, hein, bebê? E juro que não paguei nada pra ela entrar aqui e elogiar assim hein kkkk Nem conheço a Andreia!! Palavra de Grávida!!

  • 6. amabile  |  17/06/2009 às 14:30

    A GENTE É TUDO IGUAL MESMO BJ

  • 7. Aline  |  17/06/2009 às 15:15

    Oie!! Ri muito do seu post de hoje! E me identifiquei também, adoro viajar e estou encarando a gravidez bem assim, como a melhor viagem da minha vida! Mas é verdade que às vezes a gente fica meio perdidona… he he
    Sobre a drenagem linfática, vc me perguntou se a médica liberou, sim, ela liberou desde o início, eu que me enrolei pra começar. Mas é muito bom e antes de fazer eu conversei bastante com a massagista e perguntei um monte de coisas, ela me passou segurança, é uma senhora com 10 anos de experiência que já atendeu trocentas gestantes até o finalzinho da gravidez! O importante é vc se sentir tranquila no lugar e com a pessoa que irá te atender! Bjos e té mais!

  • 8. Cidoca  |  17/06/2009 às 16:51

    Só você mesmo..surtar ao ler um exame médico hahahaha ADOREI a história! Quer dizer, tô rindo agora, né, pq na hora deve ter sido sufoco!

  • 9. Suelen  |  18/06/2009 às 8:12

    oláa, adorei seu blog, ainda não sou mãe.. sou novinha mais um dia pretendo ser, acho q coisa mais linda do mundo isso..

    estou linkando seu blog no meu..
    bjus

    • 10. blogdagravida  |  18/06/2009 às 12:15

      Bem vinda! Mulheres com esse tipo de pensamento que você tem costumam ser as melhores mães. Planejam direitinho, sabem a hora certa de engravidar! Beijo!

  • 11. Nathália  |  18/06/2009 às 8:22

    Olá, tudo bem???
    Me desculpe a intromissão…
    Mas achei seu post muito bom.
    Ótimo texto!!!
    E parabéns pelo bebezinho que estás esperando chegar 🙂
    Boa Viagem!!!
    Bjs***
    Nath e Aninha

    • 12. blogdagravida  |  18/06/2009 às 12:14

      Os comentários são sempre muito bem vindos! Adoro sugestões!!!

  • 13. Octavio  |  18/06/2009 às 13:30

    Ola,
    seu blog eh sensacional, muito bom. Gostei muito de conhece-lo. Obrigado pela visita e pelo comentario. Abracos

  • 14. Dri Viaro  |  18/06/2009 às 14:34

    Boa Tarde linda

    bjs

  • 15. Laura  |  19/06/2009 às 19:05

    Seria realmente muito melhor se existisse um pais so pras gravidas!!!
    Beijos pra vc e pro bebezinho!

  • 16. stheffany  |  05/10/2009 às 15:50

    eu to apavorada..será que estou gravida? no meu exame deu presença de corpo luteo o que faço?

  • 17. Nycole  |  24/11/2009 às 15:50

    ola gente estou com4 meses…
    estou muito muito feliz……


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to comments via RSS Feed

Páginas

Categorias

Agenda

junho 2009
S T Q Q S S D
« maio   jul »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Most Recent Posts

 
%d blogueiros gostam disto: