Leite de caixinha estragado

25/06/2009 blogdagravida
Tags: , , , ,

vacamagra2

Mamífera que sou, amo leite. Estou falando de leite MESMO, não esse negócio branco que vem dentro de caixinhas de papelão. Já leu o que está escrito na caixinha  do chamado leite longa vida? Tem muitas coisas ali dentro que são colocadas justamente para garantir a tal longa vida. Mas eles juram que ali dentro tem leite também (ufa! que alívio).  Mas nem sempre foi assim: tomei leite de verdade, saído diretamente da vaca para a minha casa, durante muitos anos.

Deve ter gente que leu isso aí e não entendeu nada ( o leite sai da vaca? como assim???). Para vocês, leitores modernos, que acham que vaca é só uma palavra usada para ofender a mãe do juiz de futebol, aqui vai uma dica: pesquise no Google.

Tem gente que fala mal do leite in natura, por que “não é pasteurizado, pode estar contaminado, blá blá blá”. Ah, tá? O produto pausterizado pode não ter bactérias, mas pode ter soda caústica.  O que será que é pior? Tô num mato sem cachorro pasto sem vaca: se ficar a bactéria pega, se correr a soda cáustica come. Enfim, de qualquer forma, grávida que estou não poderia mesmo tomar o leite de verdade, justamente por causa do risco de contaminação por bactérias. Nem posso consumir queijos e outros derivados in natura. Ordem da médica: grávidas só podem consumir derivados de leite que sejam pasteurizados.

Momento cultural: O que é pasteurização? O produto é aquecido a temperaturas altíssimas e, em seguida, resfriado. Esse processo mata a maior parte das bactérias normalmente presentes no leite cru, sem (garantem os entendidos) alterar suas propriedades ou características)

Voltando às vacas gordas, deixei de consumir leite integral há anos. É que vacadeoculosdepois de uma certa idade, a gordura começa a acumular em setores específicos do corpo, como o culote, a barriga e a bunda. Quando isso começou a acontecer, troquei o arroz e o pão branco pelos integrais. O açúcar refinado pelo mascavo. Os doces por frutas (nem sempre, admito). E cla-la-ro, substituí o leite integral pelo desnatado. Aí começou o problema: não inventaram ainda a vaca light. (óquêi, eu sei o motivo desse sorrisinho malicioso na sua cara, você leu vaca light e logo lembrou da vizinha magrela que paquera seu marido,né? Bom, ela não serve como exemplo, por que não resolve o meu problema do leite desnatado)

Por isso, na época em que decidi ser menos gorda mais saudável, aderi ao leite desnatado de caixinha. Meu marido que é pão-duro mais econômico que eu, sempre aparece em casa com umas marcas assustadoramente desconhecidas. Ao ler as informações sobre a origem do produto na caixinha fico com a pulga atrás da orelha (bom, de qualquer forma, melhor a pulga atrás do que dentro da orelha, pois dentro incomodaria mais). Sou mais exigente que o Tio Patinhas (meu marido) e só compro marcas mais conhecidas, que geralmente são muito mais caras. (É daí que vem o ditado “o barato sai caro”).  Sei que compar a marca mais cara não é garantia de qualidade, mas deve ser mais seguro. Afinal de contas, uma empresa que já conquistou espaço no mercado tem um nome a zelar e não vai misturar soda cáustica e água oxigenada no leite, vai? (putz…pior é que vai, né? Aliás, FOI durante muito tempo e só descobriram em 2007, lembra?)

Ferva antes de beber

batavodesnatadoQuando vou às compras, só trago para casa leite desnatado de marcas bem conhecidas como Nestlé, Danone e Batavo (entre outras top de linha).  Mas há uns dias levei um baita susto e por pouco não ingeri leite estragado. Comprei duas caixinhas de leite desnatado Batavo. Abri uma, enchi uma xícara e coloquei no micro-ondas para esquentar. Quando o leite ferveu, ouvi o barulho de uma pequena explosão. Pensei que havia algum defeito no micro-ondas, mas o problema era o leite. O produto dentro da xícara havia adquirido um aspecto diferente, estava com cara de leite “coalhado”, sabe como é? Cheio de pedacinhos (como queijo) boiando e um cheiro esquisito. Olhei a caixinha que havia acabado de abrir e constantei:

a) o leite estava dentro da validade (só venceria no semestre seguinte)

b) não havia nenhum risco, amassado ou furo na caixa, portanto a embalagem não havia sido violada

c) o produto que estava na caixinha tinha cheiro e aparência normal, se eu tivesse tomado o leite sem ferver, teria ingerido o produto estragado sem perceber Abri a outra caixa, que havia comprado junto com aquela e coloquei um pouco do leite para ferver. Normal. O leite “subiu”, o cheiro era bom, o gosto também.

Encontrei na caixinha o número de atendimento ao cliente (0800) da Batavo e liguei para lá. Comuniquei o que havia acontecido. A atendente foi simpática, fez várias perguntas sobre a compra do leite (onde havia comprado, quando, etc.) e anotou meus dados pessoais. Ela pediu para eu guardar a caixinha de leite na geladeira que um representante passaria para pegar e deixaria outra (não estragada) no lugar. Cinco dias depois foram buscar a caixinha do leite estragado e deixaram uma outra unidade no lugar. Acho que fui bem legal com o pessoal da Batavo, né? Quem mais iria gastar tanto tempo para avisar que havia algo errado com um produto? Meu marido disse para eu jogar aquilo fora e deixar pra lá. Mas pensei que seria legal se a empresa tivesse a chance de detectar um problema e trabalhar para evitá-lo no futuro.

Ninguém da Batavo entrou em contato comigo depois disso para me explicar o que houve. O que eu imagino é que aquela caixa havia sofrido algum tipo de tratamento inadequado (na produção, armazenamento oleitegarrafavidrou distribuição). Pode ter ficado guardada num lugar não muito fresco e arejado no depósito do supermercado, por exemplo.

O problema (estamos chegando finalmente à moral da história) é que na caixinha de leite está escrito  “Não precisa ferver”. Sempre levei isso a sério e tomei muito leite de caixinha sem ferver: misturava direto no achocolatado, nos cereais, na massa do bolo. Imagina só se naquele dia eu não tivesse fervido o leite? Numa época “normal” da minha vida, talvez a consequência fosse uma desinteria brava. Mas no meio de uma gravidez, ingerir um produto estragado pode ser fatal para a gestação. A partir daquele dia, passei a retirar todo o leite da caixinha, fervê-lo e guardá-lo em garrafas de vidro devidamente esterilizadas. Assim tenho sempre leite geladinho para adicionar aos sucrilhos, mas sem correr o risco de ingerir um produto estragado. Continuo comprando as marcas que considero boas, inclusive a Batavo, pois aquela caixinha provavelmente foi adulterada no armazenamento errado no supermercado. Moral da história (eba, chegou!!): ferva o leite.

Post Scriptum: Olha só que coincidência. Estava escrevendo sobre o que aconteceu e descobri que o Pai dos Trigêmeos (ele é conhecido assim) havia publicado no  Blog dos Trigêmeos (que eu adoro e visito sempre) um texto muito legal sobre o mesmo assunto: as esquisitices do leite de caixinha. Vale a pena conferir: clique aqui.

Anúncios

Entry Filed under: Alimentação na gravidez,Vida doméstica

10 Comments Add your own

  • 1. Mariana  |  25/06/2009 às 22:41

    Sabe que eu nunca tinha pensado nisso? Sempre tomo o leite de caixinha sem ferver. Mesmo quando coloco pra esquentar no micro, é sempre só um pouquinho, não dá tempo de ferver!

  • 2. Cidoca  |  25/06/2009 às 23:04

    Deviam ter mandado uma caixa (daquelas com 12 caixinhas de leite), por que você foi muuuuito legal. Vc podeia ter tomado o leite, passado mal, grávida. Ja pensou? Dava até processo. Se fosse eles, mandava leite o ano todo pra voce pra compensar o susto. \Mas vai ver é alguma vaca light que toma conta de tudo por la hahahahaha Adorei isso da vaca light Xau!

  • 3. Ritinha  |  26/06/2009 às 2:39

    Oii!
    É a primeira vez que visito seu blog, adorei o post sobre leite. Eu também tomei durante muito tempo o leite vindo direto da vaquinha pra minha casa, pena que minhas meninas não conhecem esse tipo de leite, é dificil encontrar por aqui.
    Beijos!

  • 4. Dri Viaro  |  26/06/2009 às 10:29

    Bom já aconteceu comigo mas não com leite, com chocolate, eu sempre comprava a caixa de bombons especialidades nestle, e toda vez tinha um bombom chandele que vinha esmagado e aberto. Aí um dia me enfezei e liguei pra eles. Eles explicaram que poderia ser na hora do embalamento, que tal e tal, e me pediram pra guardar a caixa, nunca vieram retirar, mas enviaram uma caixa de bombons pra minha casa. Da outra vez foi a negwbauer, sei la se é assim que escreve.rs, comprei um ovinho de pascoa e veio com gosto horrivel de sabao, liguei, aó eles mandaram guardar o ovo, vieram retirar e me mandaram uma sacola cheia de chocolates. Alguns dias depois me ligaram e disseram que nao havia nada de errado com o chocolate e que deveria ter sido um problema de armazenamento no mercado. Já aconteceu tb com feijao, vieram e trouxeram outro, nunca falaram o problema, vai saber né?
    bjsss bom fds

  • 5. Kellen  |  26/06/2009 às 11:31

    Nossa, guria!!! Eus sempre tomo o leite de caixinha sem ferver…Bom saber disso!!
    Belo post. Muito bem escrito como sempre.
    Bjsssssssssssss

  • 6. Maura  |  26/06/2009 às 11:42

    Oi!
    Muito legal o post!
    Passei pra te desejar um bom final de semana!
    Bjus,
    Maura

  • 7. Jéssica  |  26/06/2009 às 12:08

    Não gosto de leite.
    Nem integral, nem desnatado.
    Mas achei super importante seu post.
    Meu pai toma leite sem ferver.
    Vou avisá-lo.

    BeijoOs flor!

  • 8. Helga  |  26/06/2009 às 13:54

    Uhn só tomo leite sem fever e pior to dando pra minha BB sem fever tbm.. \o/ Ai Jesus vai que a pobrezinha já tomou leite estragado!! Sobre começar a treinar no peniquinho cedo..creio eu, que o segredo é não forçar, minha mãe colocou ela lá pra fazer uma brincadeira, nunca imaginou que a danadinha ia fazer alguma coisa, masss como deu certo, vamos continuar, mas meio que de brincadeira, nada de forçar e querer obrigar a criança a só fazer alí..quando ela aprender a pedir e ela preferir não usar mais frauda aí tiramos de vez, mas enquanto isso vamos só treinando..bjs querida…

  • 9. Octavio  |  27/06/2009 às 8:51

    Ola, que coincidencia mesmo!
    Pois eh, nao da pra confiar mesmo nesse leite de caixinha. Nem no leite, nem na caixinha.
    Tenho que confessar que adoro o seu blog. Ter um link pro meu blog num post seu eh uma honra.
    Um grande beijo,
    Octavio

    • 10. blogdagravida  |  27/06/2009 às 10:45

      Você é meu ídolo! Por que eu leio os seus posts e penso: bom, se eles criam três filhos (e tão bem criados) e conseguem até ter tempo pra um blog, então ainda há esperança pra mim, que terei um só! kkkk


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to comments via RSS Feed

Páginas

Categorias

Agenda

junho 2009
S T Q Q S S D
« maio   jul »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Most Recent Posts

 
%d blogueiros gostam disto: