“Quem julga as pessoas não tem tempo para amá-las”

22/09/2009 blogdagravida
Tags: , , ,

SomosTodosDiferentesFiquei emocionada com a solidariedade e as palavras de conforto de tantas pessoas que não conheço. Este post é para agradecer a todas as mensagens super carinhosas deixadas na parte de comentários do post anterior. Deixo aqui uma mensagem única de agradecimento, não apenas pelo apoio e o carinho (que sempre me surpreendem nesta nova experiência que é ter um blog), mas também pelo que considero ainda mais importante: a ausência de julgamento.

Em nenhuma das mensagens fui julgada ou condenada pelo fato de admitir que nunca havia pensado em ter mais filhos, mas que passei a pensar em tê-los depois que soube que talvez não possa ter outras gestações (algo que poderia soar meio mesquinho, confuso, infantil, não sei). Ninguém questionou minha opinião, meus sentimentos de insegurança, a contradição das minhas palavras.

O que recebi foram palavras de incentivo e esperança. Ninguém julgou o que escrevi. Cada pessoa  que deixou um comentário aqui aceitou que eu tenho o direito de ser do jeito que sou . Minha realidade não é igual a de mais ninguém. Das minhas dores, medos, anseios e razões para ser como sou, apenas eu sei. Aliás, às vezes nem eu mesma sei. Por que muitas vezes nem a gente se conhece direito. Muias vezes descobrimos facetas nossas que não imaginávamos existir. Elas aparecem geralmente nas horas de dificuldade, de pânico, de necessidade. Nessa hora até nós mesmos podemos ficar surpresos com as nossas reações. “Nossa, não sabia que eu era assim”.

Essa reação da maioria me fez pensar (yes, de vez em quando pega no tranco, gente!) sobre algo que tem me incomodado nas redes sociais da internet que comecei a frequentar depois da gravidez.  Ao navegar por esse mundo totalmente novo para mim, conheci pessoas que foram vítimas de uma crueldade inacreditável. Ao relatar suas experiências, foram julgadas e massacradas. Muitas vezes o julgamento é disparado por  gente com experiência nula sobre o assunto em questão, bem no estilo “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço”. Sabe aquele pai que não quer que o filho adolescente fume, mas acende um cigarro atrás do outro na frente do rebento? Ou a vizinha que não limpa o próprio quintal mas vive apontando a sujeira da calçada da casa ao lado? Gente assim.

Mas a reação ao post anterior mostra que há muita vida sensata na rede, pessoas com capacidade de não julgar, de não condenar, de aceitar que somos todos muito diferentes. É assim que deve ser.

Aqui no blog conto minhas histórias, falo de minhas experiências, descrevo minhas reações. Mas não julgo quem pensa diferente. É o caso por exemplo do post sobre como meu filho é planejado. Foi a minha opção e acho que seria impossível algo diferente acontecer na minha vida, já que tenho pais que me ensinaram a ser assim e me criaram dentro de um verdadeiro comercial do Ministério da Saúde sobre técnicas de prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis e gravidez não desejada.

Mas em nenhum momento condeno, condenei ou condenarei quem fez diferente. Meu objetivo não é comparar histórias. É apenas contar a minha. Não acho que ela seja melhor ou pior do que as histórias dos outros. Não acho que a minha escolha tenha sido a melhor ou a pior, a certa ou a errada. Ela pode apenas ser diferente da opção de outras pessoas, mas isso não significa que seja a correta. Das experiências que me contam, tento absorver sempre algo que me ajude a evoluir cada vez mais. E é isso o que espero que aconteça com quem lê o que escrevo: que use o que achar útil e descarta o restante, sem julgar, sem condenar.

É possível mostrar o valor de uma opinião sem precisar desmerecer a experiência alheia . Como aconteceu no caso da entrevista da Maria Mariana, por exemplo, que para demonstrar o quanto é “perfeita” desmereceu as atitudes de todas as outras mulheres que não seguiram a mesma cartilha que ela. A (ex)atriz e autora poderia simplesmente ter relatado suas experiências como mãe, sua satisfação em ter conseguido o parto normal que tanto ansiava (e a tristeza por enfrentar uma cesárea que não queria), sua realização em passar o dia catando as cuecas do marido espalhadas pela casa. Mas não bastou falar de suas escolhas, ela jogou pedra em quem foi por outro caminho. Para mostrar o quanto é feliz com essas experiências, ela não precisava condenar quem fez outras escolhas. Afinal, as mulheres que gostaram de suas cesáreas ou que preferem não ter marido para não catar cuecas no chão também podem ser felizes. O que é sinônimo de felicidade para uma pessoa, pode não ser para outra. Tem gente que não imagina a vida sem filhos, mas tem gente que é feliz sem família. E não cabe a ninguém julgar as escolhas dos outros.

Apontar

Afinal, quando um dedo seu aponta alguém, outros três dedos apontam de volta para você.


**A frase do título é da Madre Teresa de Calcutá. A frase sobre os dedos não lembro de quem é.”
Anúncios

Entry Filed under: Aproveite a gravidez,Histórias de grávida

16 Comments Add your own

  • 1. Carol  |  22/09/2009 às 22:45

    PERFEITO.
    eu acompanho o mundo dos blogs maternos há muito tempo (adoro e meu sonho é ter filhos e estou planejando com muito carinho e cuidado) e, de fato, mesmo sem estar grávida ou ter filhos, já me senti meio atingida por pensar diferente.

    adoro esse espacinho aqui e esse teu último post tá excelente!

    beijos!

  • 2. Thaty  |  22/09/2009 às 22:46

    Concordo plenamente com você! Quando fiz aquele post lá no meu blog, coloquei aquele parágrafo falando sobre isso no final, mas fiquei pensando se não deveria ter colocado no começo. Todo mundo que postou por lá foi super educado, mas alguém poderia ter se ofendido com alguma coisa. Paciência. Como eu disse, minha opinião não é universal, mas é minha, né? rsrs

    Beijocas!

  • 3. Jéssica  |  22/09/2009 às 22:52

    Cada um com o seu umbigo, né flor? rs
    Cada um com suas escolhas, com suas vontades…
    BeijoOs amada!

  • 4. Maria Fernanda  |  22/09/2009 às 23:12

    Companheira de Barriga!
    Concordo em Gênero, Número e Grau contigo, ninguém tem nada com a vida de ninguém, as pessoas estão tão preocupadas em cuidar da vida alheia que se esquecem de cuidar de suas próprias. Eu quando tive a Júlia me sentia mal de dizer que tinha feito cesárea, as pessoas me olhavam como se eu tivesse praticado um crime, parecia até que eu era menos mãe. Até queria parto normal, mas meu médico indicou a cesárea e eu não discuti, afinal, confio muito nele e ele sabia de minha preferência. Mas hoje, olhando a Júlia e as crianças que nasceram de parto normal, não noto nenhuma diferença e não me sinto menos mãe por isso. Então, acho que devemos ter confiança nas nossas escolhas, e aquele velho ditado “cada um sabe onde seu calo aperta”, se vc acha que aquela escolha é a melhor pra vc e sua vida, faça, claro que com cautela, pra não prejudicar ninguém e nem se arrepender depois.
    Bem, é isso!
    Vamos cuidar de sermos felizes!
    Bjaum

  • 5. Lu Boury  |  22/09/2009 às 23:49

    Aii já deu né? Povo chato que fica pegando no pé. É como a Maria Fernanda disse, essas pessoas chegam a insinuar que você será menos mãe que uma que fez parto normal se fizer cesárea. É como uma veio me criticar hoje, “porque vc não espera pelo trabalho de parto pelo menos? o bebê é quem sabe quando está pronto e quer nascer e o vinculo entre mamãe e bebê será maior.” faça-me o favor! como eu te disse, cada corpo reage de uma forma quanto à dor, ou seja, se eu não entrar em trabalho de parto nunca, é sinal de que o bebê ainda não está pronto pra vir? se for como o caso da moça que foi ter trabalho de parto somente por indução e o nenem nasceu quase morto, foi pra UTI e morreu pq passou demais da hora, tava sofrendo há tempos e tinha engolido mecônio o suficiente pra não sobreviver. Muito obrigada! Mas do meu corpo, da minha bebê e da minha vida cuido eu!!! opinião todo mundo tem a sua, o difícil é ter respeito pela opinião alheia e respeito não é todo mundo que tem não! infelizmente. ai…falei…

  • 6. Tathy  |  22/09/2009 às 23:53

    Super concordo com vc. Eu sou uma pessoa muito crítica. Muitas vezes sou irritante e fico muito irritada tmb. Mas compartilhar experiências na blgsfera me faz tão bem porque me faz ver outros olhares sobre as mesmas coisas. Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é, não é mesmo? Eu procuro levar as coisas que vejo aqui pra minha vida “de verdade”, para o meu dia a dia. É um exercício e ainda bem que a minha profissão me faz ser menos julgadora. Lá no meu consultório, o que menos importa é a minha opinião. Deveria ser assim em quase tudo né? Tô tentando.

    Beijosss no umbigo!!!

  • 7. Andréia  |  23/09/2009 às 10:31

    Tb concordo plenamente com vc! Cada pessoa sabe o que é melhor para si! Isso é sinal de amadurecimento e merecimento por tudo que cada uma passa. Ler seus posts tem me feito tão bem! Como comentei em outro post, vc está mostrando a experiência da gestação de uma forma bem racional, inteligente mesmo! Admiro seu desprendimento em escrever como escreve. Parabéns!

    Beijos,
    Andréia

  • 8. Flavia  |  23/09/2009 às 10:34

    Adorei o post!
    Cada um tem o direito de fazer as proprias escolhas, e contar essa experiencia, sem que as pessoas ao redor a julguem. Fácil, né? Mas, nem sempre é assim, porque as vezes, só o fato de você FALAR sobre uma opção, sem julgar, nem desmerecer quem fez a opção contraria, as pessoas que pensam diferente já se sentem ofendidas.
    As vezes me sinto um bicho raro, no meio dessa imensa blogosfera materna, por ter nadado contra a maré, sem me importar com que comentam os demais… Mas mesmo tendo convicção das minhas escolhas… as vezes cansa!

    beijos

  • 9. Amanda  |  23/09/2009 às 11:42

    Adoro seu blog, mesmo! Forças, sei que isso vai passar, e, apenas como incentivo, minha sogra teve um mioma também, durante a gravidez, e não houve problema nenhum depois! Beijocas

  • 10. greice  |  23/09/2009 às 13:28

    Acho que nunca vou deixar de me surpreender com algumas coisas que eu leio por aí, mas de qualquer forma tento me policiar pra evitar julgar. Mas já entrei em algumas brigas virtuais quando me senti ofendida, normalmente por pessoas xiitas que só vêem o seu próprio ponto de vista como correto. Mas ainda assim evito.
    Agora, seus sentimentos duplos são completamente aceitáveis e entendiveis. Minha mãe sempre quis 1 filho, era convicta. Engravidou de mim (2a) por acaso e nunca se conformou muito. Depois ainda teve meu irmão, 12 anos mais novo que eu. E então fez laqueadura. E ainda assim ficou um pouco deprimida pela impossibilidade de ter outro filho, ainda que isso nunca tivesse e nunca fosse passar pela cabeça dela. Vai entender? Claro!
    Beijos
    Greice

  • 11. Dri Viaro  |  23/09/2009 às 14:06

    é isso aí dona grávida, cada um pensa da forma que quiser, ninguém tem que ficar julgando ninguem 🙂
    bjsss

  • 12. naninha  |  23/09/2009 às 14:17

    Acho q o lance é saber escolher dentro das opcóes e assumir as consequencias disso tambem… o resto nao cabe a mais ninguem…
    As vezes doi demais ouvir alguma coisa de alguem “injustamente”… mas é o respeito a diferença (q ja falamos tanto aqui no seu blog)… eu tento ver sob a otica de quem disparou a critica … e se faz sentido.. eu acato… mas se nao faz… processo tudo e mando ver … bola p frente.. ne? Afinal.. q peso tem a opniao de um desconhecdio q te desconhece tambem??? afff… se parar p pensar… nenhum!

    Mas saber separar o que vem de quem te ama e o que vem de quem nao te conhece nem sempre é facil…

    Entendo o q fala sobre os comentarios… todo mundo ja deve ter recebido um assim na vida, mas acaba sendo um exercicio de postura… de se assumir… frente a toda uma rede mundial de comunicaçao… e isso acaba por nos fazer bem e nos ajudar no auto conhecimento.

    Amorrrr… vim ler teu penultimo post e ja dei de cara com esse aqui… entao vou comentar o anterior aqui tmabem… ta?

    é o seguinte… eu entendi sua noia… querendo proteger o bebe… afinal faz sentido… é nele q vc precisa pensar agora. E eu fiquei taoooo feliz qdo a medica disse q nao.. o mioma nao afetara em nada o bebe! uia! gloria a Deus!

    Ja vi casos de gente q tb descobriu um mioma no meio da gravidez, ou um pouco antes… e mandou a gravidez toda p frente… ate o fim das 40 semanas com bebe perfeitissimo! e depois fizeram cirurgia e tiraram so o mioma e deu p utero ficar joia a ponto de ter mais bebes depois…

    É foda ter descoberto isso agora… pq vc so quer o bem do seu bebe e isso pode ser um estopim p novas noias (ja q gravida tem tannntas)… mas sendo fria e pratica: nao é hora de pensar nisso… se fosse possivel, te diria p fingir q esqueceu este lance de mioma… pelo menos ate o bebe nascer. Faz de conta q ele nao existe. Esquece! (rsrsrs) Concentra tua força no bebe, no quartinho, nas roupinhas, nas consultas… etc… curte sua gravidez q é um momento UNICO nas nossas vidas… nao deixe q nada te desvie o olhar do alvo… nada. Tanta coisa nessa vida tenta desviar nosso olhar do verdadeiro alvo… nao ceda amiga! Olha p alvo.

    Quando o bebe nascer.. depois de um tempinho.. com certeza sera visto melhor em q pé q esta esse mioma e a medica podera dizer se ele esta numa parte facil de se retirar, possibilitando ter mais filhos depois (se caso ainda quiser isso depois ne? rsrsr) ou se precisará investigar mais p saber onde exatamente ele esta e como farao para remove-lo.

    Mas amiga… amiga… aaaaaa… a vida as vezes nos diz um Não tão gritado, tão insolente… mas quando Deus decide dizer Sim… o nao acaba perdendo forças e a boca de quem saiu o Nao fica aberta e babando… surpresa e espantada… porque ninguem detem o Sim de Deus…

    As vezes pensamos que sabemos o que é melhor para nos… e decidimos encima disto. Mas.. nem sempre nosso senso de “melhor para nós” esta muito correto e entao Deus entra em açao e muda toda nossa historia e nos assusta no começo… mas depois desfrutamos das maiores alegrias da vida… escondidas em opcoes que antes eram inaceitaveis para nos. Deixa a vida rolar… entrega e confia na Mão que te rege.. o que tiver de ser… será.
    Se tiver q rolar mais filhotinhos.. voce os terá. Se nao for para ter mais filhotinhos, porque tua vida caminhará para outros lados, voce nao os terá… e vc sera muito , mas muito feliz se souber que tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus. Tudo amiga, tudo.

    Eu sei que Deus ama tua familia e ja a tem desenhada nas palmas das Maos dEle… cada nome, cada rosto, cada coraçao, tudo… e tudo que cabe nas maos de Deus é feito com muito amor. Descansa neste amor… poem teu filho para crescer deitado nesta Mão de Amor e aproveite para descansar tambem, Ele certamente te ama… E teu bebe tambem precisa descansar nestas Mãos… Deus cuidará de tudo.. e ele crescerá forte e seguro! Ai q lindo!

    Vai dar tudo certo amiga!

    bjaoooo

    naninha

  • 13. Suelem  |  23/09/2009 às 14:49

    Falou e disse!!!
    Desnecessário qualquer acréscimo!!!

    Bjão

  • 14. Ritinha  |  23/09/2009 às 17:19

    “Ao julgar aos outros estará julgando a ti mesmo!” Penso isso e tento viver isso o máximo que consigo, afinal, sou humana também e ás vezes me foge do controle alguns julgamentos pré-estabelecidos.
    Adorei seu post e bom, acho que não cabia a ninguém julgar, cada um sabe onde seu calo dói.
    Beijos.

  • 15. asccosta  |  24/09/2009 às 21:59

    Vou ser curta e grossa: perfeito! Concordo plenamente! Cada um sabe do seu cada um, né? Bjs,

  • 16. rozinha  |  02/10/2009 às 12:00

    Perfeito!

    Vc falou tudo: respeito acima de tudo, quero respeito às minhas idéias e preciso respeitar as idéias alheias, mesmo quando diferentes de mim.

    Um abração para vc e outro para o filhote (esse é bem delicado, tá?)


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to comments via RSS Feed

Páginas

Categorias

Agenda

setembro 2009
S T Q Q S S D
« ago   out »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Most Recent Posts

 
%d blogueiros gostam disto: